E ai, a Haloterapia funciona?

5 de julho de 2019

E aí, a haloterapia funciona?

Foi a pergunta que mais recebi desde que comecei o tratamento do Enzo há cerca de 21 dias atrás (mês de junho, inverno brasiliense). Na verdade, estava procurando um remédio para dar ao Enzo em resposta a uma tosse recorrente há mais de 2 meses. Quem indicou o tratamento foi a educadora física Dani Rico, que já faz com os filhos há um certo tempo, mas recebi várias dicas de xarope, cebola cortada no quarto, mel com limão e por ai vai.

Acatei a recomendação da Dani e fomos fazer. O local escolhido foi a @saladesal, um ambiente simpático logo ali atrás do DF Plaza em Águas Claras. Pô, Lud, em Águas Claras é muito longe! Então marquei horários no meio da tarde para fugir do fluxo, pegava o Enzo na escola e ia, chegava em 30 min. A vantagem da @saladesal é que o gerador que joga o sal no ar é o mais novo de Brasília.

A sala é bastante atrativa para as crianças, são 5 toneladas de sal, importado da Holanda com alto grau de pureza. Tem uma mesinha para brincar, brinquedos de praia,  TV com Netflix e para os adultos confortáveis cadeiras e espreguiçadeiras. Segundo o Enzo, era a casa da Elza, porque realmente parece gelo.

Enzo brincando em uma das sessões. Ele adorava!

Mas vamos ao que importa, na primeira semana fizemos 4 dias seguidos ( a sugestão eram 5, mas as quartas tenho terapia e não queria perder), Enzo teve uma melhora perceptível. Só que no fim de semana piorou, saiu com o pai sem estar devidamente agasalhado e a tosse voltou com tudo, bem paciência!

Na segunda retomamos a terapia, e na quarta resolvi levá-lo a emergência por ter apresentado febre na noite anterior. No hospital fez raio-x que descartou a pneumonia (minha preocupação) que no entanto mostrou sinusite (velamento  dos seios maxilares e das células etmoidais bilaterais). A Dra passou está pequena lista de medicamentos: antibiótico (clavulin BD 400mg por 14 dias), Kóide D por 7 dias, aerolin (4 em 4 horas por 5 dias), Avamys, lavagem com soro (indicação na haloterapia também).

Receita de medicamentos passada para o Enzo na Emergência.

Então, nesse dia não consegui levá-lo na #haloterapia, porque viajaríamos, era véspera de feriado. E ai, Lud correu na farmácia e comprou a prescrição médica? NÃOOOOO. Se comprasse iria jogar fora todo o tratamento do sal pelo ralo, não poderia dizer se realmente funcionava ou não. Então seguimos para a fria chapada dos veadeiros onde passamos duas noites na linda pousada  Inácia. Na noite de quinta, Enzo teve febre de 40º, o pai cobrou os remédios eu desconversei dei Alivium e na sexta retomamos o tratamento em Brasília.

 

Fez sessão na sexta, sábado e durante toda a semana seguinte. Em casa lavava o nariz com soro, não teve mais febre,  o catarro foi clareando e os episódios de tosse diminuíram. Na semana seguinte, ele estava muito bem fizemos apenas uma sessão. Resumindo, foram 11 sessões de #haloterapia, nenhuma intervenção com remédios (nada de corticóides ou antibióticos) a não ser o alivium par ao episódio de febre.

Enzo brincando em um das sessões.

Mas tudo tem o lado positivo e negativo. E claro tenho que ser honesta com vocês e listá-los. Dar remédio é mais #fácil e #barato, você compra e dá. Só que não acho legal dá antibiótico em qualquer hipótese, seja para crianças ou adultos, mesmo pensamento em relação aos corticoídes. A Haloterapia custa em torno de 900,00 a 1.000,00 (veja valores na galeria), esse valor vai baixando à medida que fecha outros pacotes. Outro ponto é a questão do tempo “gasto” na sessão, que é de 45 min, que pode ser um empecilho para muitos, mas posso afirmar que o tempo lá é bem agradável e você adulto ainda se beneficia do tratamento, acho legal revezar seja com o pai, avó, a babá (um dia o Enzo foi de ubber com a babá) durante o tratamento.

Enquanto levei o Enzo tive uma infecção de garganta minha obstetra indicou antibiótico, que também não tomei, fiz o tratamento e fiquei ótima! Aproveitei o tempo durante as sessões para atualizar minha rede social e também para ter um tempo de qualidade com o Enzo brincando no sal!!!

Outro ponto importante do tratamento com haloterapia é que com o tempo, você precisa de menos sessões para ter melhores resultados. Diferentemente, do antibiótico que à medida que toma a bactéria passa a ter resistência ao remédio. Por exemplo, Enzo terminou o ciclo de 11 sessões, agora em novo episódio ele vai precisar de menos sessões para ter melhora.

Resumindo, o tratamento da Haloterapia funciona, é efetivo e o melhor é 100% natural e nós do culturakids indicamos. Aproveito a oportunidade para agradecer a Dani Rico por nos apresentar este tratamento e as simpáticas Mayana e Aline que atendem com muito carinho os seus pacientes.

E para quem se interessar anote ai:

A @saladesal fica na Avenida Araucárias, Lote 4150, Loja 03, Edifício Blend Águas Claras (logo atrás do DF Plaza, sempre tem vaga na porta). Valores na galeria.

Telefone para marcação 61-992029278.

 

Deixe um Comentário